Sou favorável a acordos alargados sobre questões estruturantes do regime (PS, PSD e outros) mas assentes em estudos e debates prévios. Na descentralização está a colocar-se a carroça à frente dos bois

Quando a Fundação Francisco Manuel dos Santos me convidou para escrever um livro sobre dívida pública, acedi com gosto, mas disse que o livro não seria apenas sobre as causas da dívida mas sobre democracia, pois é o mau funcionamento desta que determina aquela.

 

Publicado originalmente no Observador em 08.07.2018

NOTA: conteúdo premium do Observador – para continuar a ler, visite aqui.

Artigos relacionados

Artigos de Opinião

As democracias estão em declínio. E a nossa?

A principal ameaça à qualidade da nossa democracia vem de grupos de interesse organizados defenderem acerrimamente e com sucesso os seus interesses particulares ignorando o interesse público. 1. As democracias liberais europeias estão em declínio. Há Ler mais…

Artigos de Opinião

Professores: é possível uma negociação séria com os sindicatos?

Os professores têm direito à reposição integral do tempo de trabalho enquanto houve congelamento das remunerações? E é justo que esta reposição seja feita? 1. Logo a seguir ao orçamento do Estado para 2018 questionei-me aqui Ler mais…

Artigos de Opinião

Liberdade, Dignidade e Autonomia na Vida e na Morte

Afirmar que havendo cuidados paliativos e “testamento vital” já não é necessário a possibilidade legal da eutanásia e do suicídio assistido, não é razoável. São, como sabemos, caminhos diferentes. Ao José Avelino Lima de Faria, Ler mais…